23 de janeiro de 1783 – nasce Stendhal

Marie-Henri Beyle, conhecido pelo pseudónimo Stendhal, nasceu a 23 de janeiro de 1783 em Grenoble, França.

Mudou-se para Paris em 1799 e, por intermédio de um primo que trabalhava no Ministério da Guerra, obteve um cargo no exército de Napoleão.

Um ano depois, alistou-se no seu regimento no norte da Itália, país que amava ainda mais que o seu.

A seguir, trabalhou intermitentemente no sector administrativo do exército, o qual acompanhou, em 1812, na calamitosa invasão da Rússia.

Stendhal fixou-se em Milão, depois da queda de Napoleão, e começou a escrever.

Em 1821, como as autoridades austríacas suspeitaram que ele era espião francês, voltou a Paris.

Stendhal, em Paris, publicou um estudo psicológico, “De l’amour”, seguidamente um primeiro e malsucedido romance, “Armance”, e, em 1830, sua primeira obra-prima: “O vermelho e o negro”.

Tendo aderido à “revolução” naquele ano, solicitou um cargo público ao novo regime e foi nomeado cônsul francês em Civitavecchia, nas proximidades da cidade de Roma.

Em 1838, retorna a Paris em prolongada licença e escreve a sua segunda obra-prima: “A cartuxa de Parma”.

Bastante debilitado, retorna pela última vez a Paris em 1841 e morre no ano seguinte.

Deixe uma resposta